Regina Coeli: nas chagas de Jesus a Divina Misericórdia

Publicado em 12/04/2015 | Categoria: Notícias |


Domingo, 12 de abril, Regina Coeli na Praça de S. Pedro. Neste oitavo dia após a Páscoa, Domingo da Divina Misericórdia, o Papa Francisco recordou o Evangelho de S. João que nos documenta as duas aparições de Jesus Ressuscitado aos Apóstolos reunidos no Cenáculo. Na primeira Tomé não estava presente e mostrou-se incrédulo perante o testemunho dos discípulos. Na segunda aparição Jesus convida-o a tocar as suas chagas – afirmou o Santo Padre:

“Tomé é um que não se contenta e procura verificar pessoalmente, executando uma sua experiência pessoal. Depois das suas iniciais resistências e inquietações, no final também ele acredita mesmo com dificuldade mas chega à fé. Jesus atende-o pacientemente e oferece-se às dificuldades e às inseguranças do último a chegar.”

“No contacto salvífico com as chagas do Ressuscitado, Tomé manifesta as próprias feridas, as próprias lacerações, a própria humilhação; no sinal das chagas encontra a prova decisiva de que era amado, esperado, entendido.”

Tomé encontra o Messias cheio de doçura, de misericórdia, de ternura. Era aquele Senhor que Tomé procurava e exclama: “Meu Senhor e meu Deus” – sublinhou o Santo Padre que considerou sermos neste Domingo convidados a contemplar as chagas do Ressuscitado da Divina Misericórdia.

Um tempo mais prolongado e intenso será aquele que acolheremos no Jubileu Extraordinário da Misericórdia – afirmou o Santo Padre – onde contemplaremos Jesus Cristo, Rosto da Misericórdia.

Após a recitação do Regina Coeli o Papa Francisco saudou as dezenas de milhares de fiéis presentes na Praça de S. Pedro. Destacamos a saudação proferida pelo Papa Francisco aos “fiéis das Igrejas Orientais que, segundo o seu calendário (Juliano) celebram hoje a Santa Páscoa”. “Uno-me à alegria do seu anúncio de Cristo Ressuscitado: Christós anésti!”– declarou o Papa Francisco que pediu aos fiéis presentes na praça um aplauso de saudação aos irmãos cristãos orientais.

O Papa Francisco proferiu também uma saudação especial aos arménios vindos a Roma para participar da celebração eucarística na Basílica vaticana e a todos os fiéis desejou um bom domingo e um bom almoço. (RS)

 

 

Fonte: Rádio Vaticano



Os comentários estão desativados.