Quaresma: Tempo do olhar para o coração

Publicado em 17/02/2021 | Categoria: Mesa da Palavra Notícias Slideshow Home |


Liturgia da Missa – Reflexões para a Mesa da Palavra
Quaresma: Tempo do olhar para o coração

Quarta Feira de Cinzas 

Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus. Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar de pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os homens não vejam que tu estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa”. (Mt 6, 1-6. 16-18)

Todo dia aquela mulher acordava e se maravilhava com tudo o que via em casa e na natureza. Então, agradecia a Deus pelos filhos, marido e a beleza do mundo à volta. Sua casa era cuidada e tudo brilhava de tanta limpeza. Mas houve um dia em que ela teve um sonho maluco. Assustada, sentia que seus olhos tinham se virado para dentro. Agora não mais enxergava as coisas de fora, das quais gostava tanto. Mas podia ver com muita clareza todo o seu interior. Não somente o funcionamento dos órgãos, tais como as batidas do coração, o abrir e fechar do pulmão e o passar do sangue pelas artérias. Era capaz de ver os sentimentos. Aqueles positivos e também tudo aquilo de negativo, inveja, orgulho, pecados, o que havia lá dentro do seu coração. Foi então que sentiu a precisão de retirar, de dentro dele, coisas ruins que a sufocavam. Sentia que aqueles lugares internos estavam empoeirados e que o pó era alérgico e não lhe fazia bem. Acordou cansada, pois afinal realizara uma intensa faxina, mas feliz, eis que agora sentia que o seu lado interior estava limpo. 

Vivemos num mundo imagético. A todo instante somos convidados a, de alguma maneira, nos mostrar. A explosão das máquinas fotográficas digitais, inclusive nos celulares, é uma marca desse tempo de alta exposição. Os programas de confinamento do tipo Big Brother, é outro bem triste exemplo disto. A ordem é manter os sentidos ligados e atentos para não perder nada que aconteça fora.

Vem então a Quaresma e nos convida a um retorno. Chama-nos a dar uma volta. No trânsito diríamos que é tempo de se fazer uma conversão. Aliás será de conversão a palavra que receberemos, quando se impuser na nossa testa as cinzas. É hora de realizar o movimento contrário a este, para o qual a sociedade tem nos impelido.

O período quaresmal é tempo de interiorização dos sentidos. É necessário fechar as janelas do corpo, para que se possa cuidar mais efetivamente do que há dentro. É preciso observar o interior. O que tem fora já está mais do que visto.

É a hora de olhar para dentro do coração e verificar se há nele sujeiras, lugares de sombras ou mesmo de escuridão. Iluminar tudo, para que cada pedacinho se torne visível. É a hora de se cerrar os olhos para poder ver melhor.

Então será possível fazer a faxina, que todos os ambientes fechados por grande tempo estão a pedir. Varrer e limpar, tirando lá de dentro tudo que seja empecilho ao crescimento. Sacar fora o que foi se acumulando e em nada auxilia na vida. Ao contrário, só prende ao passado.

Nesta faxina é a hora de rever conceitos. Desaprender de ensinamentos que vimos trazendo, muitos deles desde a infância e que não mais nos sejam significativos. Livrar-nos de sentimentos negativos como a raiva guardada, a inveja, o medo, o rancor, a preguiça e o orgulho.

Nesses aprendizados que não mais nos auxiliam há que se estar atentos, até mesmo à imagem de Deus que vimos carregando. Há muita gente que possui um Deus que, definitivamente, não é o Deus que Jesus nos trouxe.

Seu deus pode ser vingativo, raivoso, fiscal de comportamentos (principalmente àqueles ligados à esfera da sexualidade), vovô bonachão que dá tudo sem pedir nada em troca, um contador que anota créditos (coisas boas) e débitos (pecados), um deus frio e chato que mata as pessoas queridas… e muitos outros tipos de deuses dos quais precisamos nos libertar. O Deus de Jesus é só amor. Ele é misericórdia infinita. É inclusivo e tem um amor tremendo por todos os seus filhos.

É Pai principalmente para aqueles que mais sofrem. Costumo dizer que se a imagem que tenho de Deus, é igual a do ano passado, é porque não cresci na fé. Deus se revela constantemente ampliando e embelezando o conceito que temos dele. A Quaresma é propícia para “limpar” a imagem de Deus no coração. É preciso torná-la sempre mais bonita e amorosa.

Nesses quarenta dias de tempo forte, o olhar que passou mais para o interior, deverá levar à sobriedade. É tempo de jejum, penitência e esmola. Jejum quem sabe diferente, seja criativo. Pode até ser de falar menos e ouvir mais.  

Penitência de gastar mais tempo com o outro, de maior atenção e cuidado com aqueles que precisam de mim. Esmola que não seja imposta, aquela terrível que vem de cima para baixo e humilha, mas ofertada com o sorriso e carinho da compaixão e misericórdia. Quem sabe a esmola graciosa e tão bonita do tempo disponibilizado…

Pistas para reflexão durante a semana:

– Que faxinas o meu coração necessita?

– Qual é a minha imagem de Deus? Ela é semelhante a do Deus de Jesus?

– Qual será o meu jejum criativo nesse ano?  

1ª Leitura – Jl 2, 12-18
2ª Leitura – 2Cor 5,20-6,2

Temos um grupo para envio semanal do link desses comentários. Caso queira recebê-los, envie-nos um e-mail que teremos prazer em inseri-lo: fernandodiascyrino@gmail.com

www.genteplena.com.br

Fernando Cyrino


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeos


Assista mais...

A Voz do Pastor

Notícias em Destaque

Consagração à Nossa Senhora de Guadalupe Homenagens aos nossos diáconos permanentes Homenagem aos nossos padres Visita guiada na Igrejinha Histórica 6 casais recebem sacramento do matrimônio em casamento comunitário Assembleia Paroquial 2019: Como podemos evangelizar melhor? ENAJO - Missa de encerramento Juventude Orionita em Niterói. Evento reuniu mais de 500 jovens na Paróquia Espaço de Ludicidade e Leitura é inaugurado na Creche Dom Orione Festejando São Francisco Xavier Salão nobre da Igreja Matriz é inaugurado Missa Domingo de Ramos na Cachoeira Encerramento das Festividades de São Luis Orione Celebrando a Caridade: São Luis Orione! Festa de Natal 2016: sua doação com destino certo Festejando o dia de São Francisco Xavier Assembleia Paroquial 2016 Capela das Almas Mês Vocacional Dia dos Pais Dia do Padre Festa Junina 2016 da Paroquia São Francisco Xavier Missa em memória de Santo Antônio Festa do Imaculado Coração de Maria Festividades em Honra ao Sagrado Coração de Jesus Padre Jô visita a Paroquia e nos encanta com seu canto e seu carinho. Dia da Ascensão do Senhor, dia das Mães e 50º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Nosso novo Pároco, padre Magno, seja bem-vindo! Batizados: os novos membros da Comunidade Paroquial Henrique: “Viver e dar a vida cantando o Amor!” Salve São Francisco Xavier, Padroeiro das Missões! Paroquianos homenageiam São Francisco Xavier Pe. Anísio fala da importância da confiança e dependência em Deus. Viva a Vida do Pe. Geraldo Dias! Romaria da Família Orionita ao Santuário de Aparecida do Norte Paroquianos participam da Romaria Arquidiocesana a Aparecida Missa na Capela Imaculado Coração de Maria: “Criai ânimo, não tenhais medo!” Missa da Ascensão do Senhor, Dia das Comunicações Sociais e Dom Orione Missa na capela São João Paulo II Festa na Capela Bom Pastor e Homilia do papa Francisco Assembleia Paroquial 2015 Missa de São Francisco Xavier Paróquia em Fests Missa de Nossa Senhora das Graças Movimento Shoenstatt unido pela Catedral O desafio da solidariedade Um dia voltado à ação social na Cachoeira Vigília Missionária, mais um passo rumo a unidade! Pascom comemora com missas o 48º Dia Mundial das Comunicações Sociais Caminhando rumo a Fraternidade Posse do Pe. Geraldo Dias, novo pároco da Paróquia. Inaugurada a Capela São Luiz Orione Pe. Jô é homenageado no “Encontro Musical” Novo endereço do site da Paróquia Novo Pároco da Paróquia São Francisco Xavier Dia de São Francisco Xavier Missa de Nossa Senhora das Graças Nossos jovens, protagonistas da história As Vocações na Igreja Semana da Família: o valor do testemunho transmitido Semana da Família 2013 Visita do Papa ao Brasil- Jornada Mundial da Juventude 2013 Missa dominical, com muitos motivos para render Graças Peregrinação da Paróquia São Francisco Xavier Cristo ressuscitou! Feliz Páscoa! Caminhada da juventude com Cristo! Primeira Missa do Papa Francisco Primeiro Angelus – Papa Francisco Habemus Papam !!! Jorge Mario Bergoglio – Papa Francisco Bento XVI comunica a sua renúncia como Papa Paroquianos acolhem o novo Vigário Paroquial Saudade-Missao-Disponibilidade Celebração Eucarística - São Francisco Xavier Festejando São Francisco Xavier Celebração Eucarística da Crisma Festa da Pastoral de Conjunto Ano da Fé Uma análise geral do Sínodo Mensagem final do Sínodo O silêncio e a nova evangelização O papel o leigo na missão da Igreja Paróquia em Ação no mês das missões Paróquia Celebra o Dia Mundial da Missões Série 50 anos do Vaticano II Dia do Catequista Paróquia realiza assembleia para a construção da unidade paroquial Semana da Família Mensagem de agradecimento aos dizimistas Pastoral da Juventude Renovada