Sociedade de São Vicente de Paulo


Quem são os Vicentinos?

A Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) é uma organização de âmbito internacional. Composta de leigos, fundada em Paris, em 1833, por um dos grandes defensores da promoção humana, Antonio Frederico Ozanam. Seus membros são pessoas como você, homens e mulheres, jovens e crianças; sem a menor distinção de riqueza ou de limitações, não importa qual seja a condição social, étnica ou nacional. Basta que se entendam sobre a mesma finalidade e compartilhem as experiências e a preocupação comum de servir os pobres.

Atuação paroquial dos Vicentinos

Através de visitas às casas das famílias assistidas, os membros da Conferência monitoram a necessidade e o uso do auxílio material (sacola de alimentos, remédios, roupas etc) doados pelas comunidades e disponibilizados pelos vicentinos. A própria comunidade deve indicar quais famílias necessitam de auxilio. E assim, a Conferência inicia uma “sindicância” para avaliar as reais necessidade e fazer um atendimento emergencial até que se decida se a família será adotada na condição de assistida.

O trabalho dos vicentinos envolve todas as formas de ajuda para promover a dignidade e integridade do homem (princípio fundamental da SSVP). Mera benevolência não é suficiente. Os vicentinos devem ajudar os pobres a se emanciparem do próprio empobrecimento.

As carências atuais vão muito além das necessidades básicas de alimentação, moradia e vestuário. Entender as necessidades de saúde, de noções básicas sobre hábitos de higiene e de alimentação equilibrada é fundamental para o trabalho vicentino. Mais do que nunca se faz necessário levar a esperança evangélica, a da Boa-Nova trazida por Jesus e difundida pelos cristãos: a salvação é para todos. Se as condições materiais e humanas dos assistidos são extremamente difíceis, mais complicada, normalmente, é a sua dimensão espiritual.

 

Mais informações:
Brando (9.9807-2891)