A VOZ DO PASTOR – JUN 2018

Publicado em 18/06/2018 | Categoria: A Voz do Pastor Notícias |


Homenagem a minha mãe: Maria do Rosário Rezende Dias

 

Amados irmãos e irmãs,

Peço licença a vocês para fazer neste artigo uma homenagem a minha mãe falecida no mês passado.

Nunca mais as manhãs serão as mesmas, nunca mais, as tardes! Nunca mais chegarei em casa e ela estará lá.

Duro convencimento, esse, o da implacável lei da vida; o de que, assim mesmo, apesar de ser lei da vida, é muito mais vida do que lei.

Nunca mais as manhãs serão as mesmas, nunca mais, as tardes! Nunca mais chegaremos em casa e ela estará lá.

Esse mistério já não mais deveria nos assustar e, no entanto, ainda assusta! Essa certeza já deveria fazer parte de nossa canção de ninar, mas ainda não faz!

Diante da implacável lei da vida, todas as nossas ilusões se despedaçam, como se nada mais importasse. Mas, afinal de contas, o que é mesmo que importa? Essa pergunta nunca foi respondida, porque nunca precisou ser feita por uma mãe de seis filhos, que lentamente viveu a vida, lentamente sorveu o que ela tinha de melhor.

E, afinal, o que é que a vida tinha de melhor?

Quem a conheceu tem a resposta na ponta da língua: o que a vida tinha de melhor era o amor. Mas não o amor dos grandes feitos, nem dos poderosos efeitos. Não o amor das escolas de samba, mas o da simplicidade das escolas rurais.

Depois de sua partida, no dia 5 de maio, queremos, com gratidão, recordar algumas manifestações de seu amor. Recordar é deixar passar pelo coração. Como todo ser humano, ela também tinha limitações, mas queremos deixar passar pelo coração as coisas boas que ela viveu e partilhou conosco. As lembranças felizes de sua infância, vivida na cidade de Cachoeira de Minas, e o tempo de estudos da juventude, no Colégio das Irmãs Doroteias, em Pouso Alegre. Recordar que ela sempre buscou oferecer o seu carinho com palavras e gestos, valorizando as pessoas. Seu amor acontecia num riso sempre fácil e pronto, que escorria lágrimas para rir.

Seu amor se revelou como filha obediente e respeitosa para com os pais, servindo-os sempre com muita dedicação. Seu amor se mostrou no zelo para com o marido e os filhos, até com preocupações desnecessárias, porque queria o bem e a felicidade de cada um. Seu amor acontecia numa cozinha, que nunca parava de funcionar, em mesas arrumadas, louças limpas, roupas cheirosas, preocupação que não se esgotava, jamais! Seu amor era demonstrado no empenho para acolher com esmero os parentes e amigos que nos visitavam. Seu amor e a atenção para com os pobres, ela aprendeu de sua mãe, Amélia. Quantas vezes, nos domingos à tarde, íamos em família até a Vila Vicentina, partilhar o pão com os irmãos pobres; quantas vezes, ela colaborou em campanhas e promoções em favor dos mais necessitados.

Seu testemunho de amor a Deus foi vivido na participação diária da Eucaristia, na devoção à Virgem Maria, nos serviços que assumiu na comunidade, como zeladora do Apostolado da Oração, secretária da Legião de Maria, por mais de 30 anos, catequista e ministra extraordinária da Comunhão Eucarística.

Seu amor foi vivido na comunhão com Cristo, através de longa enfermidade. Ela que acreditou no valor redentor do sofrimento, foi identificada com Cristo, no mistério de uma doença que, aos poucos, foi roubando sua lucidez.

Mas ela já recebeu sinais do carinho de Deus, ao partir desse mundo, no primeiro sábado de maio, mês dedicado à Virgem Maria, que ela tanto amou. Ela foi sepultada num Domingo do Tempo Pascal, dia em que celebramos a Ressurreição. São sutilezas que revelam o carinho antecipado de Deus com ela.

Nunca mais as manhãs serão as mesmas; nunca mais, as tardes! Nunca mais chegaremos em casa e ela estará lá.

Mas a gente sabia o que esperar dela. E ela jamais nos decepcionou. O amor não decepciona, jamais; tampouco a simplicidade, jamais! É dessa simplicidade que hoje nos ressentimos. Tudo ficou muito complexo, muito analítico, por demais impessoal.

Quanto mais nos distanciamos do amor, menos simples ficamos. Quanto menos simples ficamos, mais nos distanciamos do amor.

O Evangelho é um primor de simplicidade. “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor”. É esse o amor das linhas simples, das linhas claras, das linhas retas.

Só quando as linhas são simples, claras e retas, elas nos religam a Deus.

Agradecemos a Deus pelo presente que Ele concedeu à nossa família, com o dom de nossa mãe.

Naquele 6º domingo da Páscoa, ao trazermos nossa mãe para lhe dizer o nosso “até logo”, nós carregamos uma certeza: alguma coisa dentro dela era tão simples, que só podia ser real, e era tão verdadeiro, que nunca poderia não existir. Ao trazermos nossa mãe para lhe dizer o nosso “até breve”, a vida nos nutriu da única confiança de que não se pode abrir mão: os seus filhos, para ela, valeram a pena. Isso apequena as dores, dilui as angústias, evapora o mal. Isso, e só isso, faz qualquer coisa valer a pena.

Obrigado, Mamãe querida! Não há outra palavra, e nem precisa. Obrigado, Mamãe querida!

Nunca mais as manhãs serão as mesmas; nunca mais, as tardes! Nunca mais chegaremos em casa e você estará lá.

Mas não será preciso. Agora, por onde seguimos, você estará conosco.

Nunca mais haverá nem manhãs nem tardes. Você, minha mãe, já é parte de um Sol que não conhece ocaso. Viva a alegria no esplendor da luz de Deus!

+ Dom José Francisco Rezende Dias
Arcebispo Metropolitano de Niterói

 

Fonte: Arquidiocese de Niterói



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeos


Assista mais...

A Voz do Pastor

Notícias em Destaque

Salão nobre da Igreja Matriz é inaugurado Missa Domingo de Ramos na Cachoeira Encerramento das Festividades de São Luis Orione Celebrando a Caridade: São Luis Orione! Festa de Natal 2016: sua doação com destino certo Festejando o dia de São Francisco Xavier Assembleia Paroquial 2016 Capela das Almas Mês Vocacional Dia dos Pais Dia do Padre Festa Junina 2016 da Paroquia São Francisco Xavier Missa em memória de Santo Antônio Festa do Imaculado Coração de Maria Festividades em Honra ao Sagrado Coração de Jesus Padre Jô visita a Paroquia e nos encanta com seu canto e seu carinho. Dia da Ascensão do Senhor, dia das Mães e 50º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Nosso novo Pároco, padre Magno, seja bem-vindo! Batizados: os novos membros da Comunidade Paroquial Henrique: “Viver e dar a vida cantando o Amor!” Salve São Francisco Xavier, Padroeiro das Missões! Paroquianos homenageiam São Francisco Xavier Pe. Anísio fala da importância da confiança e dependência em Deus. Viva a Vida do Pe. Geraldo Dias! Romaria da Família Orionita ao Santuário de Aparecida do Norte Paroquianos participam da Romaria Arquidiocesana a Aparecida Missa na Capela Imaculado Coração de Maria: “Criai ânimo, não tenhais medo!” Missa da Ascensão do Senhor, Dia das Comunicações Sociais e Dom Orione Missa na capela São João Paulo II Festa na Capela Bom Pastor e Homilia do papa Francisco Assembleia Paroquial 2015 Missa de São Francisco Xavier Paróquia em Fests Missa de Nossa Senhora das Graças Movimento Shoenstatt unido pela Catedral O desafio da solidariedade Um dia voltado à ação social na Cachoeira Vigília Missionária, mais um passo rumo a unidade! Pascom comemora com missas o 48º Dia Mundial das Comunicações Sociais Caminhando rumo a Fraternidade Posse do Pe. Geraldo Dias, novo pároco da Paróquia. Inaugurada a Capela São Luiz Orione Pe. Jô é homenageado no “Encontro Musical” Novo endereço do site da Paróquia Novo Pároco da Paróquia São Francisco Xavier Dia de São Francisco Xavier Missa de Nossa Senhora das Graças Nossos jovens, protagonistas da história Assembleia Paroquial 2013: Recomeçar em Jesus Cristo! As Vocações na Igreja Semana da Família: o valor do testemunho transmitido Semana da Família 2013 Visita do Papa ao Brasil- Jornada Mundial da Juventude 2013 Missa dominical, com muitos motivos para render Graças Assembleia Paroquial - 2013 Peregrinação da Paróquia São Francisco Xavier Cristo ressuscitou! Feliz Páscoa! Caminhada da juventude com Cristo! Primeira Missa do Papa Francisco Primeiro Angelus – Papa Francisco Habemus Papam !!! Jorge Mario Bergoglio – Papa Francisco Bento XVI comunica a sua renúncia como Papa Paroquianos acolhem o novo Vigário Paroquial Saudade-Missao-Disponibilidade Celebração Eucarística - São Francisco Xavier Festejando São Francisco Xavier Celebração Eucarística da Crisma Festa da Pastoral de Conjunto Ano da Fé Uma análise geral do Sínodo Mensagem final do Sínodo O silêncio e a nova evangelização O papel o leigo na missão da Igreja Paróquia em Ação no mês das missões Paróquia Celebra o Dia Mundial da Missões Série 50 anos do Vaticano II Dia do Catequista Paróquia realiza assembleia para a construção da unidade paroquial Semana da Família Mensagem de agradecimento aos dizimistas Pastoral da Juventude Renovada Festa Junina 2012 Apresentação da Pastoral do Meio Ambiente Corpus Christ Em comunhao com a Santissima Trindade Apresentacao da pascom 20 de maio 2012 Missa de Pentecostes Missa da Ascensao do Senhor Festival de Massas Comunidade Dom Orione em Festa Missa Solene em Honra a Sao Luis Orione Dia especial dupla emoção conheca-as-pastorais-da-nossa-paroquia apresentacao-das-pastorais-mesc-e-mebes missa-do-domingo-da-pascoa missa-da-ceia-do-senhor vigilia-pascal Dízimo, uma experiência de Fé CF 2012 - Momento de Reflexão Posse do novo Bispo de Niterói