A Voz do Pastor – FEV 2021

Publicado em 02/02/2021 | Categoria: A Voz do Pastor |


A Voz do Pastor – Novas Portas se Abrem

Aproximadamente, quatro bilhões de pessoas estão agora se abrigando em casa contra o contágio do novo coronavírus. É uma medida protetora, mas traz outro perigo mortal, uma nova pandemia de invisibilidade: a violência contra as mulheres.

Cada vez mais países adotam medidas de bloqueio contra a infecção. Cada vez mais aumentam os pedidos crescentes de ajuda, mais linhas de ajuda e abrigos para violência doméstica, em todo o mundo estão sendo relatadas. Em vários países, autoridades governamentais, ativistas dos direitos das mulheres e parcerias da sociedade civil apontaram crescentes denúncias de violência doméstica e aumento da demanda, para abrigo de emergência, durante a crise.

O confinamento aumentou o isolamento das mulheres com parceiros violentos, separando-as das pessoas e dos recursos que podem ajudá-las. Parece uma tempestade perfeita, para permitir o comportamento violento a portas fechadas. Paralelamente, à medida que os sistemas de saúde chegam ao ponto de exaustão, os abrigos de violência doméstica ultrapassam a capacidade de atendimento.

A violência doméstica sempre foi uma das maiores violações dos direitos humanos. Com a pandemia, é provável que esse número cresça, com seus impactos no bem-estar das mulheres, em sua capacidade de participar e liderar a recuperação da sociedade e da economia.

O grande problema é que menos de 40% das mulheres vítimas de violência buscam qualquer tipo de ajuda ou denunciam o crime. Menos de 10% das mulheres que procuram ajuda, vão à polícia. Esse negacionismo compromete os cuidados e o apoio de que as sobreviventes precisam, como tratamentos clínicos, saúde mental e apoio psicossocial.  Pior: isso também alimenta a impunidade de agressores: 1 em cada 4 países não possui leis que protejam, especificamente, as mulheres da violência doméstica.

Esta pandemia está testando nossas maneiras de enxergar antigos problemas, fornecendo choques emocionais e econômicos. A violência que agora emerge como característica sombria de nosso tempo é um espelho e um desafio aos nossos valores, nossa resiliência e humanidade compartilhada. É preciso não apenas sobreviver ao coronavírus, como humanidade forte, mas emergir como humanidade renovada.

As mulheres são a mais poderosa força no centro dessa recuperação.

Em consonância com essa nova realidade, e contrastando com a cruel experiência do mundo, o Papa Francisco modificou o Código de Direito Canônico e, no dia 11 de janeiro, autorizou a abertura dos ministérios do Leitorado e do Acolitato a mulheres leigas: isso significa que, oficialmente, elas poderão fazer leituras, ajudar no altar durante as Missas e distribuir a santa Comunhão.

Num MOTU PROPRIO, o papa autorizou a revisão de um documento de São Paulo VI de 1972, que só permitia aos homens receber os dois ministérios. Dessa forma, o Papa oficializou algo que já acontecia, na prática, em muitas partes do mundo.  “Por esses motivos, me pareceu oportuno estabelecer que podem ser leitores ou acólitos não apenas homens, mas também mulheres, as quais, através do discernimento dos pastores e depois de uma preparação adequada, a Igreja reconhece a firme vontade de servir fielmente a Deus e à comunidade cristã”, escreveu o Papa.

A partir de agora, o primeiro parágrafo do cânone 230 do Código de Direito Canônico passará a ter uma nova redação: “Os leigos que tenham a idade e as aptidões determinadas por decreto da Conferência Episcopal, podem ser nomeados de forma permanente, através do rito litúrgico estabelecido, nos ministérios dos leitores e acólitos”, afirma o novo texto.

Esta possibilidade não é novidade em muitas comunidades ao redor do mundo, mas passa, a partir de agora, a ser uma prática oficial da Igreja.

Novas portas se abrem pelas mãos de nada menos que o Papa Francisco. Quem não iria querer respirar os novos ares desses novos tempos? Quem não iria saudar a abertura do Papa às necessidades da Igreja em todo o mundo?

Nós, brasileiros, representamos o primeiro mundo católico, em quantidade e em qualidade. Nosso celeiro vocacional cresce – não ainda à medida das necessidades, que sempre crescem antes – mas, efetivamente, mais do que em outros países. Nós somos não apenas uma Igreja nova, mas uma nova Igreja, configurada às dores e à Ressurreição do Senhor.

No entanto, como ainda faltam ministros em todas as áreas! Esse novo passo dado pela Igreja, no mundo inteiro, será uma bênção, não para a hierarquia sobrecarregada, mas para o Povo de Deus, que agora conta com mais operários para a Vinha. E são operárias! Enfim, a classe e a elegância das mulheres chegam aos altares do Senhor. Novas portas se abrem.

Estamos imensamente felizes com essa notícia do Papa. “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16,18). São raios de luz que comprovam a atualidade e a vitalidade do Evangelho.

Nós professamos o que cremos, vivemos do que professamos, nos orientamos do que vivemos. Essa é a nossa fé, razão da nossa alegria em Cristo, Nosso Senhor.

Enquanto me confio à generosidade de suas orações, deixo a todos, irmãs e irmãos, minha bênção e meu desejo que a Paz da noite santa natalina, que ainda impregna nossas almas, permaneça para sempre entre nós.

+ Dom José Francisco Rezende Dias
Arcebispo Metropolitano de Niterói



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeos


Assista mais...

A Voz do Pastor

Notícias em Destaque

Consagração à Nossa Senhora de Guadalupe Homenagens aos nossos diáconos permanentes Homenagem aos nossos padres Visita guiada na Igrejinha Histórica 6 casais recebem sacramento do matrimônio em casamento comunitário Assembleia Paroquial 2019: Como podemos evangelizar melhor? ENAJO - Missa de encerramento Juventude Orionita em Niterói. Evento reuniu mais de 500 jovens na Paróquia Espaço de Ludicidade e Leitura é inaugurado na Creche Dom Orione Festejando São Francisco Xavier Salão nobre da Igreja Matriz é inaugurado Missa Domingo de Ramos na Cachoeira Encerramento das Festividades de São Luis Orione Celebrando a Caridade: São Luis Orione! Festa de Natal 2016: sua doação com destino certo Festejando o dia de São Francisco Xavier Assembleia Paroquial 2016 Capela das Almas Mês Vocacional Dia dos Pais Dia do Padre Festa Junina 2016 da Paroquia São Francisco Xavier Missa em memória de Santo Antônio Festa do Imaculado Coração de Maria Festividades em Honra ao Sagrado Coração de Jesus Padre Jô visita a Paroquia e nos encanta com seu canto e seu carinho. Dia da Ascensão do Senhor, dia das Mães e 50º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Nosso novo Pároco, padre Magno, seja bem-vindo! Batizados: os novos membros da Comunidade Paroquial Henrique: “Viver e dar a vida cantando o Amor!” Salve São Francisco Xavier, Padroeiro das Missões! Paroquianos homenageiam São Francisco Xavier Pe. Anísio fala da importância da confiança e dependência em Deus. Viva a Vida do Pe. Geraldo Dias! Romaria da Família Orionita ao Santuário de Aparecida do Norte Paroquianos participam da Romaria Arquidiocesana a Aparecida Missa na Capela Imaculado Coração de Maria: “Criai ânimo, não tenhais medo!” Missa da Ascensão do Senhor, Dia das Comunicações Sociais e Dom Orione Missa na capela São João Paulo II Festa na Capela Bom Pastor e Homilia do papa Francisco Assembleia Paroquial 2015 Missa de São Francisco Xavier Paróquia em Fests Missa de Nossa Senhora das Graças Movimento Shoenstatt unido pela Catedral O desafio da solidariedade Um dia voltado à ação social na Cachoeira Vigília Missionária, mais um passo rumo a unidade! Pascom comemora com missas o 48º Dia Mundial das Comunicações Sociais Caminhando rumo a Fraternidade Posse do Pe. Geraldo Dias, novo pároco da Paróquia. Inaugurada a Capela São Luiz Orione Pe. Jô é homenageado no “Encontro Musical” Novo endereço do site da Paróquia Novo Pároco da Paróquia São Francisco Xavier Dia de São Francisco Xavier Missa de Nossa Senhora das Graças Nossos jovens, protagonistas da história As Vocações na Igreja Semana da Família: o valor do testemunho transmitido Semana da Família 2013 Visita do Papa ao Brasil- Jornada Mundial da Juventude 2013 Missa dominical, com muitos motivos para render Graças Peregrinação da Paróquia São Francisco Xavier Cristo ressuscitou! Feliz Páscoa! Caminhada da juventude com Cristo! Primeira Missa do Papa Francisco Primeiro Angelus – Papa Francisco Habemus Papam !!! Jorge Mario Bergoglio – Papa Francisco Bento XVI comunica a sua renúncia como Papa Paroquianos acolhem o novo Vigário Paroquial Saudade-Missao-Disponibilidade Celebração Eucarística - São Francisco Xavier Festejando São Francisco Xavier Celebração Eucarística da Crisma Festa da Pastoral de Conjunto Ano da Fé Uma análise geral do Sínodo Mensagem final do Sínodo O silêncio e a nova evangelização O papel o leigo na missão da Igreja Paróquia em Ação no mês das missões Paróquia Celebra o Dia Mundial da Missões Série 50 anos do Vaticano II Dia do Catequista Paróquia realiza assembleia para a construção da unidade paroquial Semana da Família Mensagem de agradecimento aos dizimistas Pastoral da Juventude Renovada