Catequese Papa Francisco: Pai Nosso

Publicado em 13/12/2018 | Categoria: Notícias Papa Francisco |


 

“Pai Nosso”: uma oração “ousada” porque “nenhum de nós, nenhum teólogo famoso ousaria orar a Deus desta forma”, diz o Papa

 

A oração “reside onde quer que haja qualquer pessoa que esteja com fome, que chore, que lute, que sofre e se pergunta “por que isso está acontecendo?”, e a fé “é um hábito de botar para fora”: é isso o que Jesus apontou quando ensinou o “Pai Nosso”: uma oração “ousada” porque “nenhum de nós, nenhum teólogo famoso ousaria orar a Deus desta forma”, explicou o Papa na audiência geral. E ao ensinar como orar tal qual uma criança que conversa com seu pai, Francisco salientou que Jesus “não quer deixar de lado a humanidade, não quer nos anestesiar, não quer que deixemos de fazer perguntas para aturar tudo sem questionar: ao invés disso, quer que todo sofrimento, toda inquietação, suba ao céu e se torne um diálogo.”

A reportagem é de Iacopo Scaramuzzi, publicada por Vatican Insider, 12-12-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

Nesse sentido, “não é verdade” que a oração de súplica seja uma forma fraca de fé, e que a oração mais autêntica é a de louvor, porque “a fé do pedido é autêntica, é espontânea, é um ato de fé em Deus que é Pai”. O “Pai Nosso”, disse o Papa, continuando a ensinar sobre a oração que Jesus nos ensinou, é “ousada” porque “se Cristo não tivesse sugerido, provavelmente nenhum de nós, nenhum teólogo famoso ousaria orar a Deus desta maneira.

De fato, Jesus convida seus discípulos a ficarem próximos de Deus e a fazerem pedidos a Ele com confiança. Não há preâmbulos no “Pai Nosso”: Jesus não ensina fórmulas de “bajulação”, pelo contrário, ele nos convida a orar ao Senhor quebrando as barreiras do temor e reverência. Ele não ensina a se dirigir a Deus o chamando de “Todo-poderoso”, “Altíssimo”, “Você, que estão tão longe de nós, e eu que sou apenas uma pessoa pobre”, mas simplesmente com a palavra “Pai”, com toda a simplicidade, como as crianças abordam seu pai: e esta palavra “pai” expressa confiança, a confiança filial.”

A oração do “Pai Nosso”, continuou o Papa, “tem suas raízes em nossa realidade concreta. Por exemplo, nos faz pedir o pão, pão de cada dia: um pedido simples, mas essencial, que mostra que a fé não é um pedido “decorativo”, separado da vida, necessário somente quando todas as outras necessidades foram satisfeitas. A oração – Jesus nos ensina -, reside onde quer que haja qualquer pessoa que esteja com fome, que chore, que lute, que sofre e se pergunta “por que isto está acontecendo?”. Nossa primeira oração, em certo sentido, foi o grito que acompanhou nossa primeira respiração como uma criança recém-nascida”.

O Papa citou Bartimeu, que ao ver o Senhor, gritou: “Jesus, tenha misericórdia de mim”, apesar de “muitas pessoas lhe dizerem para ficar em silêncio”, dizendo “quieto, o Senhor está passando; o Mestre tem muita coisa para fazer, não o importune; você é irritante com seus gritos, não perturbe”. Francisco insistiu em enfatizar que “a oração não só precede a salvação, mas de alguma forma já a contém, porque liberta do desespero aqueles que não veem saída para tantas situações insuportáveis”.

“É claro – disse o Papa novamente -, os fiéis também sentem necessidade de louvar a Deus”, mas, apontou Francisco, “nenhum de nós é obrigado a abraçar a teoria levantada por alguém no passado, de que a oração de súplica, ou pedir algo para si mesmo, é uma forma fraca de fé, enquanto a oração mais autêntica seria puro louvor, que procura a Deus sem o peso de qualquer tipo de pedido. Não! Isto não é verdade, a oração de petição é autêntica, é espontânea, é um ato de fé em Deus que é Pai, bom, onipotente, um ato meu de fé, que sou um pequeno pecador precisando de alguma coisa e por esta razão a oração de pedido é algo é muito nobre. Deus é o Pai, que tem uma imensa compaixão por nós, e quer que seus filhos falem com ele sem medo, diretamente, “Pai, estou lutando, mas Senhor, por que deixaste isso acontecer?”. Por esta razão – concluiu -, podemos Lhe dizer tudo, até mesmo as coisas que permanecem incompreensíveis em nossas vidas. E Ele prometeu que estaria conosco para sempre, até nosso último dia na terra. Rezemos ao nosso Pai, portanto, começando, simplesmente por “Pai” ou “Papai”, e ele vai nos compreender e amar muito”.

No momento de se dirigir aos vários grupos de peregrinos, o Papa saudou, em particular, os parlamentares austríacos que estavam em Roma por ocasião do bicentenário da canção de Natal “Stille Nacht” [Noite Feliz, na versão em português], que, disse ele, “com a sua profunda simplicidade, esta canção nos faz compreender o acontecimento da Noite Santa”.

Ele lembrou aos fiéis poloneses que a Virgem de Guadalupe, celebrada naquele dia (12 de dezembro), que “se pode ver que ela está grávida, esperando o Salvador”. Também disse que João Paulo II “pediu a sua proteção materna, a vida e a inocência das crianças, especialmente aquelas que correm o risco de não nascer”, e orou pelo “dom das crianças para famílias que ainda não tem filhos, o respeito pela vida concebida e a abertura dos corações aos valores do Evangelho.”

Novamente pela “nossa Santa Padroeira” da América Latina, “Mãe de Guadalupe”, Francisco saudou em particular os numerosos peregrinos mexicanos e, finalmente, os italianos. Embora em menor número, o Papa disse que “os mexicanos, latino-americanos, eram mais ruidosos”, acrescentando, em vista da missa que preside às 6 da tarde do dia 12 de dezembro na Catedral de São Pedro, o pedido à Virgem de Guadalupe para “nos acompanhar até o Natal e reviver em nós o desejo de acolher com alegria a luz do seu filho Jesus, para a fazer brilhar cada dia mais na escuridão do mundo”.

Vídeo

Fonte: Unisinos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeos


Assista mais...

A Voz do Pastor

Notícias em Destaque

Espaço de Ludicidade e Leitura é inaugurado na Creche Dom Orione Festejando São Francisco Xavier Salão nobre da Igreja Matriz é inaugurado Missa Domingo de Ramos na Cachoeira Encerramento das Festividades de São Luis Orione Celebrando a Caridade: São Luis Orione! Festa de Natal 2016: sua doação com destino certo Festejando o dia de São Francisco Xavier Assembleia Paroquial 2016 Capela das Almas Mês Vocacional Dia dos Pais Dia do Padre Festa Junina 2016 da Paroquia São Francisco Xavier Missa em memória de Santo Antônio Festa do Imaculado Coração de Maria Festividades em Honra ao Sagrado Coração de Jesus Padre Jô visita a Paroquia e nos encanta com seu canto e seu carinho. Dia da Ascensão do Senhor, dia das Mães e 50º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Nosso novo Pároco, padre Magno, seja bem-vindo! Batizados: os novos membros da Comunidade Paroquial Henrique: “Viver e dar a vida cantando o Amor!” Salve São Francisco Xavier, Padroeiro das Missões! Paroquianos homenageiam São Francisco Xavier Pe. Anísio fala da importância da confiança e dependência em Deus. Viva a Vida do Pe. Geraldo Dias! Romaria da Família Orionita ao Santuário de Aparecida do Norte Paroquianos participam da Romaria Arquidiocesana a Aparecida Missa na Capela Imaculado Coração de Maria: “Criai ânimo, não tenhais medo!” Missa da Ascensão do Senhor, Dia das Comunicações Sociais e Dom Orione Missa na capela São João Paulo II Festa na Capela Bom Pastor e Homilia do papa Francisco Assembleia Paroquial 2015 Missa de São Francisco Xavier Paróquia em Fests Missa de Nossa Senhora das Graças Movimento Shoenstatt unido pela Catedral O desafio da solidariedade Um dia voltado à ação social na Cachoeira Vigília Missionária, mais um passo rumo a unidade! Pascom comemora com missas o 48º Dia Mundial das Comunicações Sociais Caminhando rumo a Fraternidade Posse do Pe. Geraldo Dias, novo pároco da Paróquia. Inaugurada a Capela São Luiz Orione Pe. Jô é homenageado no “Encontro Musical” Novo endereço do site da Paróquia Novo Pároco da Paróquia São Francisco Xavier Dia de São Francisco Xavier Missa de Nossa Senhora das Graças Nossos jovens, protagonistas da história Assembleia Paroquial 2013: Recomeçar em Jesus Cristo! As Vocações na Igreja Semana da Família: o valor do testemunho transmitido Semana da Família 2013 Visita do Papa ao Brasil- Jornada Mundial da Juventude 2013 Missa dominical, com muitos motivos para render Graças Assembleia Paroquial - 2013 Peregrinação da Paróquia São Francisco Xavier Cristo ressuscitou! Feliz Páscoa! Caminhada da juventude com Cristo! Primeira Missa do Papa Francisco Primeiro Angelus – Papa Francisco Habemus Papam !!! Jorge Mario Bergoglio – Papa Francisco Bento XVI comunica a sua renúncia como Papa Paroquianos acolhem o novo Vigário Paroquial Saudade-Missao-Disponibilidade Celebração Eucarística - São Francisco Xavier Festejando São Francisco Xavier Celebração Eucarística da Crisma Festa da Pastoral de Conjunto Ano da Fé Uma análise geral do Sínodo Mensagem final do Sínodo O silêncio e a nova evangelização O papel o leigo na missão da Igreja Paróquia em Ação no mês das missões Paróquia Celebra o Dia Mundial da Missões Série 50 anos do Vaticano II Dia do Catequista Paróquia realiza assembleia para a construção da unidade paroquial Semana da Família Mensagem de agradecimento aos dizimistas Pastoral da Juventude Renovada Festa Junina 2012 Apresentação da Pastoral do Meio Ambiente Corpus Christ Em comunhao com a Santissima Trindade Apresentacao da pascom 20 de maio 2012 Missa de Pentecostes Missa da Ascensao do Senhor